segunda-feira, abril 02, 2007

Sessões de Depilação método de tortura misógino

As pessoas se depilam, mas a questão não é tanto gosto pessoal. É uma convenção. Mesmo quem diga que prefere, na verdade passou por um condicionamento.

Eu nunca me depilei, nem nunca me depilaria, e pra mim é até estranho pensar que sou a exceção...não entendo como mulheres podem se submeter a métodos de depilação insanos somente pra favorecer uma cultura machista, e ser uma mulher ao gosto dos machos.

Devo isso à minha tia Lori, que se arrependeu de ter feito isso quando nova, e falou pra eu não tirar, e principalmente devo isso o fato de que quando sentava no colo delas penicava que era uma desgraça. Viviam a reclamar de pelos encravados e o escambau. E, sinceramente, o aspecto não é bonito...é uma convenção mesmo, um costume. Se olhar bem, uma perna natural é mto mais bonito que uma perna artificial, com pontinhos pretos, numa eterna luta contra a natureza.

Há quem tire com terapias a laser, caríssimas, passe pomadas com fórmula suspeita pra enfraquecer os pêlos, ou então passe água oxigenada, que é cancerígena, e deite ao sol, agravando o potencial cancerígeno.

Cera, injeção de Botox, gilete...gilete usava QUANDO tirava os pelos das axilas, larguei pq era uma merda, e a empresa testa em animais ainda por cima. Sinceramente, pra que tudo isso?? Só pq essa sociedade é uma falocracia? Pq somos as putas, o harém, de um sistema injusto, patriarcal, que é dono de nossos corpos? Toda essa dedicação, toda essa negação da nossa natureza, essa auto-artificialização dentre tantas impostas à nós no mundo todo (espartilhos virtuais do modelo anoréxico anti-feminino, mutilação genital, silicone, maquiagens, depilação da sombrancelha, cosméticos, tinturas, e ao nascer já começa com o furo no lóbulo da orelha, pra nos definir como aquelas que não serão humanas, mas mulheres, uma outra coisa, uma coisa, uma não-pessoa, pq somente quem pode sê-lo são os homens), a mulher é isso: algo determinado pelo homem, que se apropria e transforma (destrói) o meio e as formas de vida ao seu bel prazer, dentro das suas estrategias de dominação.


Sinceramente, eu me recuso a ser feminina. prefiro ser chamada de guria, menina, garota, à MULHER. Feminilidade? Eu detesto tal palavra. Sou o que quiser ser, não preciso me equilibrar num saltinho ridiculo e foder minha coluna, deixar minhas unhas enormes e coloridas, e tantas coisas q visam a restringir a mobilidade da mulher pra torna-la mais feminina e bonita [na China os homens achavam lindo as mulheres com pés atrofiados...afinal andar é privilegio somente dos homens....aqui acham lindo mulher sem pelo no sovaco.], claramente ditadas por uma cultura androcentrica, onde o homem eh o centro de tudo, o garoto mimado que quer ser satisfeito, e faz com que todas mulheres entrem nessa ideologia heteronormativa que nos define como seus objetos sexuais.

Eu não vou perpetuar esse sistema de valores, pois me nego a ser uma puta dos homens, representando suas ideologias neuróticas.

Tiramos pelos porque herdamos uma história de repressão e castração, e os homens tiveram tal horror que pusessemos abaixo a !ordem! deles, que fizeram de tudo pra que fossemos algo totalmente inofensivo. Queriam-nos inocentes, puras, castas, virgens, honestas, fiéis, sensiveis, compreensivas, amáveis, pacientes, tolerantes, dóceis, meigas, limpinhas, LIMPAS...sem pêlos.
Ter pêlos, e ser o q se é, ser humano, é privilegio dos homens. Pelos em mulheres lembram a eles a força da natureza que eles querem domesticar, e que tanto ameaça sua civilização, lembra o selvagem, a Mãe Natureza, diante da qual ele é tão desprezivel.

Não foi a toa que Manet, quando pintou o quadro Olympia, causou tal furor na sociedade. Um nu, mas não dentro dos padrões neoclássicos, pele alva e virgem doce. Uma mulher ativa, olhando diretamente pro apreciador, usando adornos, sendo servida, olhar ousado e intimidador, mas principalmente, o q imcomodara mais a sociedade dakela época: foram retratados os pelos da perna.

your body is a battleground

Como diria um amigo meu: a sexualidade/corpo é para o feminismo o que o trabalho é pro marxismo.

Há um dominio politico no corpo, na linguagem, nas pequenas e invisiveis coisas, aliás é melhor dominar por esses meios que a gente distraidamente ignora, do que naqueles em que o inimigo se torna explícito e atacável. O capitalismo age assim, principalmente assim.
O corpo da mulher é um espaço vital pra administração economica e estratégica dos homens, até hoje. Nosso corpo não nos pertence.

Qual era mesmo o nome do livro da Simone de Beauvoir qdo iniciou-se essa segunda fase do feminismo???
o SEGUNDO sexo.
Começa aí. Somos o segundo sexo. Somos o desvio, o excentrico. Somos o secundário. O principal, o representante da especie, é o HOMEM. Tanto que falamos HOMEM pra se referir a espécie HOmana, a qual nos mulheres pertencemos. Dizer que a mulher é o segundo é uma maneira muito inteligente de secundarizar, e minorizar seus problemas. Os problemas da mulher não são tão importantes. São secundários. Problema é que o capitalismo que OS HOMENS oprimidos pensaram, como protagonistas da História, como sendo a causa maior de tds os males não é o verdadeiro inimigo. O que existiu pra que surgisse capitalismo e propriedade privada, foi um regime anterior que dura até hoje: Patriarcado.
'It's a small world.
but not if you had to clean it'

Espero ter sido didática.

5 comentários:

Anónimo disse...

devo dizer que pelos nas pernas são sexy, na verdade...
pelos ans axilas foi um questionamento bem legal. creio que nao teria problema, mulheres tem pouco pelo mesmo. eu que sou homem ja tenho pouco pelo.
e eu tiro sobrancelha com a pinça. pq senao parece uma centopeia.

e a questao da gilette é um horror. detesto quando a minha mae compra. preciso de uma lamina que nao teste em animais...

muito bom o seu blog, viu?

cris laiho disse...

Oi Jana! É a cris ;)
Esse seu post é velho então acho que vc nem vai ler mas quero comentar assim mesmo. É o melhor texto seu que eu já li. Também não me depilo. Nunca me importei com isso sabe, mas aí minhas amigas meio que me "pressionaram" e eu me depilava bem compulsivamente. Aí eu fiquei com alergia na perna por causa da gilette (minha perna é horrorosa até hoje, tá cheia de manchas... x_x ) ainda bem que não me depilo mais :)
é TORTURA! É NOJENTO !!! Meu sério, odeio que digam que tiram os pelos debaixo do braço por questão de higiene... e homem então?? eles tem bem mais pelos, pq q não acham eles nojentos?? aff conta outra hehee
e eles tb!! falam da gente, que mulher peluda é nojento como se eles tb nao tivessem pelos.. eles podem, a gente não pode. somos o segundo sexo ¬¬

Anónimo disse...

Seu Texto foi genial

Anónimo disse...

Seu texto foi muito idiota, sem proveito, enfim... descartável

Veronica disse...

A respeito de seu texto, nao acho que uma pele depilada tem "o aspecto que não é bonito". Pelo contrario, a pele fica mais clara e lisinha. Em relação aos pontinhos pretos, eles nao vao aparecer se vc esfoliar a pele. As terapias a laser que vc disse ser "caríssimas", estao super baratas atualmente. Estao sendo vendidas por R$10,00 por sessao nos sites de compra coletiva, e vc só precisa de seis pra ficar sem pelos por 2 anos. E nao doi nada.
Qual cientista falou que água oxigenada é cancerígena? Sem fontes seguras, ninguem acreditará nas suas informações.
Eu tenho muita dificuldade de ganhar peso. Sou mais magra do que gostaria (assim como as modelos são), nem por isso eu me acho anti-feminina.
A maioria das mulheres que se depilam, pintam as unhas e colocam brincos, fazem isso porque as faz se sentir bem. Nao é por que algo ou alguem determinou. E ser vaidosa nao reduz mobilidade nenhuma. Pelo contrário: aumenta a mobilidade. Pois quando a mulher se sente bem consigo mesma, ela consiquista o que quiser e chega aonde quiser.
Se vc nao se sente bem fazendo nada disso, eu respeito sua postura. Mas nao venha escrever tantas críticas sem fundamentos.