segunda-feira, outubro 20, 2008

Eloá E Nayara: mais duas mulheres vítimas da política de Femicídio patriarcal



Pela segunda-feira a tarde no Estado de São Paulo um rapaz de 22 anos invade o apartamento da ex-namorada armado, portando dois revolveres e uma sacola cheia de balas (munição). No apartamento se encontrava além da ex-namorada Eloá, sua amiga Naiara ambas de 15 anos de idade e dois outros colegas de escola que se encontravam fazendo um trabalho escolar.

Na mesma noite os dois rapazes reféns foram soltos do cativeiro e a amiga Naiara no dia seguinte. Este é considerado o mais duradouro cárcere privado/seqüestro atualmente no Brasil, passando de mais de cem horas.

Segundo o próprio seqüestrador o principal motivo que o levou a praticar o crime é que anteriormente em outra situação ele havia acabado o relacionamento com a mesma e ela teria ameaçado se matar colocando uma faca no pescoço exigindo a volta do namoro com ele e ele teria atendido ao seu pedido reatando o relacionamento que já estava se encaminhando para os três anos de namoro. Neste momento Eloá teria acabado o relacionamento e não teria atendido aos pedidos de Lindenberg de voltar com ele, deixando-o revoltado por que quando ela precisou do seu apoio ele teria dado e ela agora não teria feito o mesmo com ele.

Sobre o seqüestro em si a policia afirmou que o rapaz batia frequentemente na garota, a mantinha amarrada e na mira de uma arma, mas como o ato estava sendo considerado um crime passional as autoridades preferiram não tomar nenhuma decisão drástica para não botar em risco a vida de ambos, tanto do seqüestrador, quanto da seqüestrada.

Por se tratar de um crime passional como já foi dito antes, a policia decidiu deixar que a amiga de Eloá (Naiara) voltasse ao cativeiro para que a negociação de libertação da moça fosse agilizado, ato jamais visto em qualquer outra negociação do mundo (a volta de uma refém “menor de idade” para o cativeiro) com todos os riscos de vida eminente.

Após escutar um suposto tiro dentro da casa no final da semana a policia decide invadir o apartamento utilizando uma bomba para a explosão da fechadura da porta, o que teria dado chance e tempo para o seqüestrador atingir as duas garotas a tiros. Eloá foi baleada na área da virilha e na cabeça e sua amiga Naiara no rosto.

Ao final da operação da policia as duas moças foram levadas para o hospital e Lindenberg preso depois de ter resistido brutalmente à prisão. O advogado que o acompanhava durante as negociações abandou o caso dizendo que Lindenberg não cumpriu com a palavra de libertar a ex-namorada quebrando assim a confiança que se estabelecia até então entre eles. O rapaz pode pegar mais de 35 anos de prisão por vários crimes.

A bala que se alojou no rosto de Naiara foi retirada e a moça se encontra em observação ainda no hospital; já Eloá acabou falecendo de morte cerebral no dia de hoje 19-Outubro-2008, por ter perdido parte da massa encefálica, se sobrevivesse a moça entraria em estado vegetativo para o resto da vida, hoje ainda pela manha sua família toma a decisão de doar seus órgãos.

Isis dos santos 19-10-2008



MATERIAIS: (panfletos, cartazes)

2 comentários:

Luíza Uehara disse...

Eles se matam!
Santo André. Eles são muito jovens, mas querem ficar noivos, consumir 25 de março, amor e alegria. Vivem das raspas de empregos, navegam no orkut, recobrem o sexismo por todos os lados, andam em círculos pelas periferias. Não querem ser ladrões, nem entrar para organização criminal.São as raspas da moral burguesa. Um dia o breve sonho atira na realidade. Rapto, balbúrdia, polícia e mídia. Flashes e tiros. É preciso matar para se sincero. É preciso matar de amor. Eis a face do melodrama contemporâneo, com mocinhas mortas e vilões encarcerados. Dia seguinte: eles continuam jovens, noivam, consomem raspas... Eis a vida no campo de concentração a céu aberto. - nu-sol.org -

Raiza disse...

Não tá dando pra ler o último panfleto =[,teria como colocar maior? desde já agradeço.